EM CIMA DA HORA

Loading...

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Técnicos do DNIT e do IBAMA visitam local da ponte de Santa Filomena

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
DNIT e IBAMA visitoriam o local onde será construída a ponte na BR-235, entre Santa Filomena (PI) e Alto Parnaíba (MA)

Uma comitiva de técnicos do IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis) e do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) realizou na última quarta-feira (13/05) uma visita técnica ao local onde será construída mais uma ponte sobre o Rio Parnaíba, ligando as cidades de Santa Filomena (PI) e Alto Parnaíba (MA).

Na tarde do dia anterior (terça, 12) os técnicos já haviam se deslocado até as margens do rio Parnaíba, na altura do Residencial Boa Esperança I, em Santa Filomena, e dos bairros Santa Clara, Portelinha e Santo Antonio, em Alto Parnaíba, para vistoriarem o lugar previsto para a construção da ponte, final das obras da rodovia BR-235/PI (trecho Gilbués/Santa Filomena).


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)
2(Imagem:1)
As visitas dos técnicos do DNIT e IBAMA ao local projetado para a ponte 'estaiada' começaram na tarde de terça-feira (12)

E retornaram ao local na manhã seguinte (quarta, 13) para prosseguirem a vistoria. Estava presente o superintendente substituto do IBAMA/PI, senhor Manoel Borges de Castro, assim como o superintendente substituto do IBAMA/MA, Ricardo José Sá Fortes de Arruda, acompanhados de outros técnicos da superintendência regional do Maranhão.

Também se fizeram presentes o senhor Ataliba da Fonseca Nogueira Filho (Superintendente Substituto do DNIT no Piauí), em companhia dos colegas José Arimatéia Barroso da Costa (DNIT/PI), Evânia Guerra (DNIT/DF - Coordenação Geral de Meio Ambiente) e Elaine Cristina Reis Cardoso, da PROGAIA Engenharia e Meio Ambiente (Consultoria responsável pelo Estudo Ambiental da Ponte), além de Francisco Soares, em nome da Construtora Sucesso.

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)
2(Imagem:1)
Na travessia do Parnaíba, um grande congestionamento na Balsa Pipes, mostrando aos técnicos a necessidade da ponte

Após visita à área, desde o Rio Parnaíba até o Brejo do Rapadura, a comitiva composta ainda por cidadãos de Santa Filomena (vice-prefeito Adauton Barbosa de Queiroz; vereadores Cristóvão Dias Soares e José Bonifácio Bezerra; e os secretários municipais de Meio Ambiente, Gilberto Lustosa de Matos, e de Infraestrutura, José Nazário de Abreu) e de Alto Parnaíba (Carlos Biah, Smith Cesar, Segadilha, Lemos, Firmino e outros) seguiu para a Prefeitura Municipal de Alto Parnaíba, sendo muito bem recepcionada pelo chefe de Gabinete, senhor Alan Nunes Vieira, e por alguns auxiliares da administração alto-parnaibana.

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)
Manoel Borges (IBAMA/PI), juntamente com técnicos do IBAMA/MA e do DNIT (PI/DF), visitando o lugar onde será a ponte

Alan Nunes, representando o prefeito Itamar Nunes Vieira, se comprometeu envidar todos os esforços no sentido de que não seja erguida nenhuma outra construção na área que será desapropriada, e que a própria administração municipal irá manter um diálogo com os proprietários das 23 residências existentes, já que todos eles serão indenizados pela obra.

Ao final, representantes do IBAMA, da Prefeitura de Alto Parnaíba e do DNIT se manifestaram:


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)2(Imagem:1)No Bairro Santa Clara, em Alto Parnaíba, técnicos do DNIT e do IBAMA visualisam o trajeto do anel viário, que terá 4 km

"Ninguém vai sair daqui dessa reunião com licenciamento na mão, não existe isso. Mas o que a gente quer é saber a opinião do município ... Nossa preocupação é que essa população atingida receba um tratamento adequado, uma indenização justa e que não seja botada pra fora com uma mão na frente e outra atrás. Temos que ter essa preocupação, mesmo se tratando de apenas 23 famílias", disse Ricardo José Sá Fortes de Arruda, do IBAMA/MA.

"O município jamais será contra o projeto da maneira como está. A prefeitura de Alto Parnaíba já liberou a ocupação do solo nessa área", afirmou Alan Nunes Vieira, confirmando o pensamento do prefeito Itamar Vieira, que deseja ver a ponte e o anel viário construídos.

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)
ALAN VIEIRA: "A prefeitura de Alto Parnaíba liberou a ocução do solo e jamais será contra o projeto da maneira como está"

"Recurso tem. Nós temos recursos de R$ 30 milhões para a ponte, para o ano de 2015. Se até outubro, eu não definir que vou aplicar os 30 milhões nesta ponte, serei obrigado a botar o recurso em outro lugar, em outro contrato. Pior seria o DNIT do Piauí devolver 30 milhões. Não estou dizendo que tem que sair o licenciamento, de jeito nenhum. Apenas afirmando que o dinheiro está disponível", pontuou Ataliba da Fonseca Nogueira Filho, do DNIT/PI.

Imagem: Reprodução1(Imagem:Reprodução)
A linha vermelha acima, do rio Parnaíba à MA-006, mostra o traçado do anel viário em Alto Parnaíba, projetado pelo DNIT/PI
 
SETE ANOS?  O primeiro requerimento de Licença Prévia protocolado no IBAMA é datado de 17 de julho de 2008, por intermédio do Ofício nº 388/2008/CGMAB/DPP, expedido pelo DNIT, através da Diretoria de Planejamento e Pesquisa. Segundo o DNIT, o pedido de análise foi reiterado por diversas vezes. O último comunicado remetido ocorreu em 16 de maio de 2014.

Mas o IBAMA reprovou os 04 (quatro) pedidos de Estudo Ambiental, por "não conter as informações mínimas para análise da viabilidade ambiental e de melhor alternativa locacional".


Imagem: Reprodução1(Imagem:Reprodução)
2(Imagem:1)
Se o IBAMA conceder a licença, a ponte entre Santa Filomena e Alto Parnaíba será o mais novo cartão postal do Meio Norte

CARTÃO POSTAL - A ponte planejada para ser implantada na BR-235, sobre o Rio Parnaíba, entre as cidades de Santa Filomena (PI) e Alto Parnaíba (MA), orçada em cerca de 22 milhões de reais, é do tipo "biestaiada", com 16 metros de altura e 120 metros de comprimento, mais 40 metros de aterro para cada lado, totalizando 200 metros de extensão.

O moderno projeto prevê apenas 2 (duas) torres fora do leito do rio Parnaíba, portanto, quase sem impacto ambiental, fato que acaba de ser comprovado pelos técnicos do IBAMA.

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
Mas a decisão de liberar ou não cabe à Superintendência do IBAMA no Maranhão, que irá analisar o relatório dos técnicos

A ponte de Santa Filomena - no caso, biestaiada - representará uma grande evolução na construção civil. Além de ser visualmente bela (por isso será considerada o novo Cartão-Postal do Piauí), colocará em evidencia o momento de inovação da arquitetura brasileira.

Segundo o superintendente regional do DNIT, Sebastião Ribeiro, a ponte ligando o Piauí ao Maranhão será o "Portal do Cerrado", o novo cartão postal do Meio Norte do Brasil.

Diante dos fatos, e por tudo aquilo que foi visto e minuciosamente observado pelos técnicos dos dois órgãos, estamos esperançosos de que a diretoria de licenciamento do IBAMA/MA - com base nas informações que serão repassadas por sua equipe técnica - estará sensível às razões do pedido e irá emitir o parecer favorável ao licenciamento do empreendimento.

Além da boa vontade dos técnicos do IBAMA, ficou claro que o DNIT tem o dinheiro da ponte.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
ATALIBA: "Temos 30 milhões para a ponte e deveremos definir até outubro de 2015. Senão, o dinheiro vai para outra obra"

COINCIDÊNCIA? No trajeto Santa Filomena/Alto Parnaíba/Santa Filomena, as equipes do DNIT e do IBAMA sentiram na pele o problema enfrentado pelos motoristas e, principalmente, pelos caminhoneiros que transportam a safra agrícola da região, que por sinal, está no centro geográfico do MATOPIBA, área que já produz 10% da safra de grãos de todo o Brasil.

Além de pagarem preços exorbitantes pela travessia do Rio Parnaíba em uma Balsa, às vezes são obrigados a enfrentar congestionamento durante horas, seja devido a problemas de manutenção na embarcação, ou em função da demanda reprimida, visto que em determinados períodos do ano o pontão não consegue conter o fluxo de veículos/caminhões. 



quinta-feira, 14 de maio de 2015

Ibama realiza ciclo de audiências públicas sobre a UHE Canto do Rio

1(Imagem:José Bonifácio/GP1)Segundo a organização do evento, 214 pessoas compareceram à Audiência Pública no CISEC, promovida pelo IBAMA

O IBAMA deu início na noite da última terça-feira (12/05), o ciclo de Audiências Públicas para discutir sobre o EIA-RIMA (Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental) do Projeto de Implantação da UHE Canto do Rio, no rio Parnaíba, abrangendo porções de terra nos municípios de Santa Filomena (PI), Alto Parnaíba (MA) e Tasso Fragoso (MA).

O evento, que teve início às 18h00 e se prolongou até as 22h20min, foi presido pelo superintendente substituto do IBAMA/PI, senhor Manoel Borges de Castro, e teve a presença do seu colega superintendente substituto do IBAMA no MA, Ricardo José Sá Fortes de Arruda.


2(Imagem:José Bonifácio/GP1)Técnicos do IBAMA, das empresas Soma e Seta e da MinasPCH explicaram o projeto e responderam várias perguntas

Além de técnicos do IBAMA, do Piauí e do Maranhão, o público presente pode assistir, depois de algumas apresentações, às explanações de representantes da Seta, da Soma (Consultoria Ambiental) e da própria MinasPCH (Empreendedor), que irá investir R$ 340 milhões na obra.

Dentre as 214 pessoas que participaram da Audiência Pública, estavam autoridades de Santa Filomena, como: o vice-prefeito Adauton Barbosa de Queiroz (PSB); os secretários municipais Gilberto Lustosa de Matos (Meio Ambiente), José Nazário de Abreu (Infraestrutura) e Pedro Eimard Maia de Sousa (Educação); e os vereadores Alberto Augusto do Amaral Rocha (PTB), Antonio Santos de Sousa Silva (PV), Cristóvão Dias Soares (PSB), José Bonifácio Bezerra (PCdoB), José Damasceno Nogueira Filho (PSD) e Renato Vieira Miranda (PTB).

3(Imagem:José Bonifácio/GP1)A Audiência Pública, de caráter consultivo e informativo, foi transmitida pela Rádio Rio Taquara FM, de Santa Filomena

A audiência, de caráter consultivo e informativo, transmitida integralmente pela Rádio Comunitária Rio Taquara FM, realizou-se no CISEC (Centro de Integração Social e Cultural), espaço pertencente à Paróquia de Santa Filomena, e contou ainda com a participação de agricultores, líderes comunitários, estudantes, servidores públicos municipais e estaduais, comerciantes e diversos populares, que se mostraram bastante interessados no assunto.
 
Após a apresentação do projeto da hidrelétrica e dos estudos ambientais, mais de 10 pessoas se inscreveram para encaminhar perguntas, as quais foram respondidas pelos técnicos do IBAMA e por representantes da MinasPCH, Seta Consultoria e Soma Consultoria Ambiental.

Pelo que observamos, são pouquíssimas pessoas do município de Santa Filomena contrárias à construção da Barragem no Rio Parnaíba. E mesmo aqueles que se manifestaram estar contra o empreendimento se disseram satisfeitos com as respostas dos técnicos.

4(Imagem:José Bonifácio/GP1)Pelo que observamos na Audiência Pública, são poucas as pessoas de Santa Filomena que estão contra a Barragem

A Usina Hidrelétrica Canto do Rio, que tem como empreendedora a Minas PCH S.A., empresa de capital nacional, com atuação nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Goiás, focada na geração de energia elétrica a partir de fontes limpas e renováveis, está prevista para ser implantada no Rio Parnaíba, abrangendo porções de terra localizadas nos municípios de Santa Filomena (PI), Alto Parnaíba (MA) e Tasso Fragoso (MA).

O reservatório a ser formado possui uma área de 79,68 km2, barramento (parede) de 1.100 metros de extensão por 35 metros de altura, com potência total de 44 MW, o que permitirá abastecer cerca de 440 mil pessoas com energia elétrica, equivalente a quase 2 vezes a população de Imperatriz (MA) ou metade do número de habitantes de Teresina (PI).

O ciclo prosseguiu ontem (13/05), às 18h, no CREAP, em Alto Parnaíba (MA), e termina hoje, quinta-feira (14/05), às 18h, no Ginásio de Esportes da cidade de Tasso Fragoso (MA).


sábado, 2 de maio de 2015

Audiências públicas irão discutir projeto de Hidrelétrica no Rio Parnaíba

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)A primeira audiência pública para discutir o projeto da UHE Canto do Rio será em Santa Filomena, dia 12 de maio (terça)

O IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis promoverá uma série de 03 (três) audiências públicas para discutir e esclarecer à comunidade o projeto da Usina Hidrelétrica Canto Rio, que será instalada no Rio Parnaíba e terá impactos diretos em três municípios: Santa Filomena (PI), Alto Parnaíba (MA) e Tasso Fragoso (MA).

A primeira audiência pública ocorre em Santa Filomena, cujo lago de cerca de 80 quilômetros de extensão irá se estender até na altura do Cemitério Municipal, já no perímetro urbano. O evento ocorrerá dia 12 (terça), no CISEC (Centro de Integração Social e Cultural), atrás da Igreja Matriz, a partir das 18h, com transmissão da Rádio Comunitária Rio Taquara FM.


Imagem: IBAMA2(Imagem:IBAMA)Lago da UHE Canto do Rio terá cerca de 80 km de extensão e se estenderá até a altura do cemitério de Santa Filomena

Na quarta-feira (13/05), a audiência pública pretende reunir os moradores do vizinho município maranhense de Alto Parnaíba. Os debates ocorrerão no CREAP - Clube Recreativo de Alto Parnaíba, situado na Rua Prefeito Elias Rocha nº 900, no Bairro Santa Cruz, a partir das 18h.

Na quinta-feira (14/05), será a vez da cidade de Tasso Fragoso, no Maranhão. Também com previsão para iniciar às 18h, o evento - de caráter consultivo e informativo - se realizará no Ginásio Municipal de Esportes Oscar P. de Macedo, localizado na rodovia MA-006.


Imagem: IBAMA3(Imagem:IBAMA)A UHE Canto do Rio estará encaixada entre platôs adjacentes, forma de relevo que caracteriza o Vale do Rio Parnaíba

Transparência - Audiência pública é um evento promovido para a comunidade conhecer de perto o projeto, esclarecer todas as dúvidas, dialogar diretamente com a equipe técnica responsável pelos estudos, com os técnicos do IBAMA e com os empreendedores.

A participação popular como instrumento de legalidade em uma audiência pública - uma das etapas da avaliação do impacto ambiental e o principal canal de participação da comunidade nas decisões em nível local - é um exercício de cidadania! Esse procedimento consiste em apresentar aos interessados o conteúdo do estudo e do relatório ambiental, esclarecendo dúvidas e recolhendo críticas e sugestões sobre a obra e as áreas a serem atingidas.


Imagem: José Bonifácio/GP14(Imagem:José Bonifácio/GP1)

2(Imagem:1)A audiência pública para discutir o projeto da UHE Canto do Rio está sendo divulgada através de rádio, carros e faixas

UHE Canto do Rio
- A Usina Hidrelétrica Canto do Rio, que tem como empreendedora a Minas PCH S.A., empresa de capital nacional, com atuação em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Goiás, focada na geração de energia elétrica a partir de fontes limpas e renováveis, está prevista para ser implantada no Rio Parnaíba, abrangendo porções de terra nos municípios de Santa Filomena (PI), Alto Parnaíba (MA) e Tasso Fragoso (MA).

O reservatório a ser formado possui uma área de 79,68 km2, barramento (parede) de 1.100 metros de extensão por 35 metros de altura, com potência total de 44 MW, o que permitirá abastecer cerca de 440 mil pessoas com energia elétrica, equivalente a quase 2 vezes a população de Imperatriz (MA) ou metade do número de habitantes de Teresina (PI).


Imagem: IBAMA4(Imagem:IBAMA)Localização da UHE Canto do Rio, na bacia do Rio Parnaíba, prevista para ser instalada a 1.199 quilômetros da sua foz

Construção da Usina
- Caso seja atestada a viabilidade ambiental e concedida a Licença Prévia, o projeto e demais programas serão detalhados para avaliação da concessão da Licença de Instalação. Após a obtenção da Licença de Instalação, a partir da análise e aprovação emitida pelo Ibama, estima-se a construção da usina em 40 meses.

O projeto da UHE Canto do Rio prevê a contratação de 310 trabalhadores para as atividades diretamente ligadas à implantação da grande obra, além de centenas de outros empregos que estarão indiretamente envolvidos com construção da Hidrelétrica. E toda a prioridade para as contratações será dada às populações de Tasso Fragoso, Alto Parnaíba e Santa Filomena.

Clique aqui para visualizar as 78 páginas do RIMA da Usina Hidrelétrica (UHE) Canto do Rio.


sexta-feira, 1 de maio de 2015

Mês de maio começa com chuva e temperatura agradável no sul do Piauí

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)27 MILÍMETROS! Dia do Trabalho começa com muita chuva na cidade de Santa Filomena e em todo o sul do estado do PI

O mês de maio, que normalmente apresenta baixo índice pluviométrico, começa com muita chuva no sul do Piauí, especialmente na cidade de Santa Filomena, que em apenas 2 horas (6h às 8h da manhã desta sexta, dia 1º) registrou 27 milímetros, diminuindo as temperaturas.

Além do ar frio e agradável, a previsão para os próximos dias é de mais chuva e nebulosidade.

Neste dia chuvoso, a temperatura mínima foi de 22ºC e máxima não deverá passar dos 30ºC.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)Segundo dados do EMATER, de 1º de janeiro até hoje choveu 927,0 mm, o que representa 85% do acumulado em 2014

De 1º de janeiro a 30 de abril choveu 900 milímetros na cidade de Santa Filomena. Segundo dados fornecidos pelo escritório local do EMATER, foram 215,5 milímetros em Janeiro, 261,0 milímetros em Fevereiro, 268,0 milímetros em Março e 155,5 milímetros em Abril.

Com os 27 milímetros da manhã de hoje, Dia do Trabalhador, o acumulado do ano chegou a 927,0 milímetros. Isso representa 85% do volume de chuvas aferido durante todo o ano de 2014, que foi de 1.091,0 milímetros. A média histórica anual está em 1.512,5 milímetros.


Imagem: AccuWeather3(Imagem:AccuWeather)
3(Imagem:1)E a meteorologia prevê que até o próximo dia 10 teremos, ainda, desde trovoadas localizadas até possíveis aguaceiros

Nesta sexta-feira, deveremos ter sol com muitas nuvens durante o período. A meteorologia indica ainda períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. E que até dia 10 de maio teremos desde trovoadas localizadas até possíveis aguaceiros, como o que ocorreu hoje.

No Nordeste, o tempo ficará seco no interior de SE, em AL, no centro-leste de PE e também no leste da PB. Muitas nuvens e chuva a qualquer hora no centro-oeste, sul e litoral da BA. Sol e pancadas isoladas de chuva nas demais áreas, incluindo o sul do Piauí e do Maranhão.


segunda-feira, 27 de abril de 2015

R$ 15 MILHÕES? Obras da BR-235/PI estão paradas por falta de recursos

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)PAROU POR QUE? A pavimentação da BR-235/PI, subtrecho Gilbués/Santa Filomena, parou a 12 km de Santa Filomena

Por essa melancólica notícia o povo filomenense não esperava; mas, infelizmente, é a pura verdade! Restando pouco mais de 12 quilômetros de pavimentação asfáltica, desde o lugar Campeira até o Residencial Boa Esperança I, bem próximo do Rio Parnaíba, as obras da BR-235/PI (subtrecho Gilbués/Santa Filomena) estão paralisadas por falta de dinheiro.

Segundo as muitas informações que surgem, os trabalhos somente serão reiniciados quando o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) efetuar o empenho de R$ 15 milhões, que seria o restante do valor orçado no Convênio nº UT-18-00004/2007-00.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)A Construtora Sucesso realizou serviços de terraplanagem da localidade Campeira até o Residencial Boa Esperança I

Assinado em 31 de dezembro de 2007, entre o DNIT/PI e o Governo do Estado do Piauí, na ocasião representados pelo superintendente regional substituto Ismar Portela Santos e pelo governador Wellington Dias, o valor total do convênio é de R$ 122.290.979,33 (Cento e Vinte e Dois Milhões, Duzentos e Noventa Mil, Novecentos e Setenta e Nove Reais e Trinta e Três Centavos), integralmente sob responsabilidade do DNIT, com vigência até 16/01/2016.

Acessando a página do DNIT, verificamos que a situação do mencionado convênio é de adimplência, e que já foram liberados exatos R$ 114.267.933,00 (Cento e Quatorze Milhões, Duzentos e Sessenta e Sete Mil, Novecentos e Trinta e Três Reais), com saldo de apenas R$  8 milhões, e não de R$ 15 milhões, de acordo com as várias notícias que circulam na cidade.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
1(Imagem:1)A obra está parada há mais de 30 dias e, segundo informações, os serviços foram interrompidos pela falta de dinheiro

Pelo nosso entendimento, o Governo Federal, através do Ministério dos Transportes/DNIT, está repassando normalmente os recursos ao Governo do Estado do Piauí, conforme prevê o plano de aplicação previamente aprovado, tendo como base o cronograma de execução física.

Além disso, a Cláusula Sexta do Convênio garante que o repasse de recursos será feito pelo sistema de reembolso das despesas comprovadamente executadas, aceitas e aprovadas pelo DNIT. Significa dizer o seguinte: que a Construtora executa o objeto conveniado com recursos próprios, solicita o reembolso, elabora e apresenta a prestação de contas.

Em seguida, o órgão concedente (DNIT) examina a prestação dessas contas e procede a indenização (pagamento) das despesas realizadas que considerar devidamente aplicadas.

Imagem: DNIT1(Imagem:DNIT)Mas segundo o site do DNIT, a obra está "adimplente". Ou seja; vem sendo cumprido o acordo estabelecido no contrato

Entretanto, ainda falta a ordem de serviço (empenho) do DNIT, no valor de R$ 8.023.046,33 (Oito Milhões, Vinte e Três Mil, Quareta e Seis Reais e Trinta e Três Centavos), a fim de que a Construtora possa concluir a obra de 130,2 quilômetros, que se arrasta há mais de três anos.

Portanto, diante do desencontro de informações, gostaríamos de saber - seja do DNIT (DELEGANTE) ou do Governo do Piauí/SETRANS (DELEGADO) - o que de fato está acontecendo com a nossa BR-235/PI, a tão sonhada estrada Gilbués/Santa Filomena.


domingo, 26 de abril de 2015

Santa Filomena conclui Plano Municipal de Educação (PME 2015/2024)

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)Cerca de 40 pessoas, dentre educadores e convidados, participaram da última etapa do Plano Municipal de Educação

Com o objetivo de trazer novas discussões e ao mesmo tempo realizar estudos, a Secretaria de Educação de Santa Filomena, no sudoeste do Piauí, realizou sábado passado (25), na Escola Municipal Primavera, a última Plenária do Plano Municipal de Educação (PME).

O encontro teve a presença só de convidados e de educadores das escolas municipais, tendo em vista que os colégios da Rede Estadual não mandaram representantes, assim como as secretarias municipais de Assistência Social e de Saúde, embora tenham sido convidadas.

O secretário municipal de Educação, professor Pedro Eimard Maia de Sousa, coordenou a plenária. Os educadores analisaram e debateram as metas do texto base do PME 2015/2024.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)A programação teve início às 8h e se estendeu até por volta das 15h, com apresentação dos trabalhos pelos  5 grupos
 
A programação iniciou às 8h e se estendeu até por volta das 15h. O encontro contou com palestras, grupos de trabalho e a apresentação do Plano Municipal de Educação (PME).

Foram 5 (cinco) os eixos trabalhados: Educação Infantil e Ensino Fundamental; Ensino Médio e Educação Profissional e Superior; Inclusão, Diversidade e EJA (Educação de Jovens e Adultos); Valorização dos Profissionais da Educação; e Gestão e Financiamento.

Também esteve presente o vereador José Bonifácio Bezerra, representando o Legislativo de Santa Filomena, além dos conselheiros tutelares Jane Rodrigues, Lúcia Farias e Rosendo Pereira. O evento foi fundamental para o encaminhamento do PME, que segue para aprovação na Câmara de Vereadores e sanção do prefeito Esdras Avelino Filho.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)MAIA:   "Seremos os responsáveis pelo que vier a acontecer na Educação de Santa Filomena pelos próximos 10 anos"

“Seremos os responsáveis pelo que vier a ocorrer na Educação de Santa Filomena durante os próximos 10 anos", avaliou o secretário de Educação, senhor Pedro Eimard. Segundo ele, o documento final do encontro será de extrema necessidade para o desenvolvimento da educação no município, pois foi elaborado por pessoas que atuam na área.

É como comparar o PME a uma bússola, que irá definir o caminho a ser seguido por 10 anos.

De fato, a elaboração do Plano Municipal de Educação viabiliza o planejamento conjunto entre os governos (Federal, Estadual e Municipal) e a sociedade. Com base cientifica e utilização de recursos previsíveis, o mencionado planejamento deverá responder às necessidades sociais.

Com isso, os educadores assumiram um compromisso com a conclusão do plano decenal e, ao mesmo tempo, garantiram a identidade do município de Santa Filomena. Afinal de contas, a educação é a única ferramenta que modifica o mundo e nos dá a chance de sermos iguais.


sábado, 18 de abril de 2015

Assaltantes destroem agência do Banco do Brasil em Tasso Fragoso (MA)

Imagem: Erivaldo Araújo1(Imagem:Erivaldo Araújo)Agência do Banco do Brasil de Tasso Fragoso (MA) é assaltada pela terceira vez; bandidos deixaram prédio em ruínas

A agência do Banco do Brasil da cidade de Tasso Fragoso (MA), às margens do Rio Parnaíba, distante cerca de 1.000 km de São Luis, foi explodida na madrugada deste sábado (18/04/15).

De acordo com o repórter Erivaldo Araújo, os bandidos chegaram em um Gol de cor branca e placas GXG 6687, de Governador Valadares (MG), e tomaram uma caminhonete Hilux e uma pick-up Saveiro, levando seus condutores e mais 6 (seis) pessoas como reféns.


Imagem: Erivaldo Araújo1(Imagem:Erivaldo Araújo)
1(Imagem:1)
1(Imagem:1)
1(Imagem:1)
1(Imagem:1)
1(Imagem:1)
1(Imagem:1)
1(Imagem:1)PÂNICO NA MADRUGADA! Reféns dizem que bandidos fecharam as esquinas próximas e se dividiram em dois grupos

Eram 6 ou 7 bandidos, conforme depoimentos. Fecharam as esquinas próximas da agência e se dividiram em dois grupos. “Eles pediam para a gente não reagir, que iam respeitar, que todo mundo era trabalhador. Que eles também eram trabalhadores, e que se reagíssemos, iríamos levar bala”, disse uma das pessoas que por instantes foram mantidas como reféns.

Imagem: Erivaldo Araújo1(Imagem:Erivaldo Araújo)Antes de fugirem em direção a Alto Parnaíba (MA), os assaltantes incendiaram o Gol branco, de placas GXG 6687-MG

“Tocaram o terror na madrugada; tiros em várias esquinas da cidade; as pessoas não puderam sair de casa; apagaram as luzes com medo que os meliantes invadissem suas residências. O banco ficou totalmente destruído”, diz Erivaldo Araújo em vídeo no YouTube.

O vídeo mostra ainda, conforme relato de um morador vizinho da agência bancária, que os bandidos ficaram bastante furiosos ao perceberem que não havia dinheiro nos caixas.


Terceiro assalto ao Banco do Brasil de Tasso Fragoso (MA)


Pelas informações da Polícia Militar, os assaltantes, que portavam armas de grosso calibre, teriam fugido pela MA-006, em direção a Alto Parnaíba (MA) e Santa Filomena (PI). Mas antes de empreenderem fuga, incendiaram o veículo Gol, fato registrado nas imagens e no vídeo.

O destacamento da Polícia Militar de Alto Parnaíba (MA) foi informado da ocorrência e colocou barreira na entrada da cidade. Até o fechamento desta postagem, nenhum sinal dos bandidos.
Fonte: Erivaldo Araújo, Smith Rosa e Carlos Biah