EM CIMA DA HORA

Loading...

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Carnaval 2015: Bloco "Mi Interna na Kuarta" contará com 380 participantes

Imagem: Luiz Fernando1(Imagem:Luiz Fernando)Luiz Fernando Rodrigues (centro), presidente do MI INTERNA NA KUARTA, diz que bloco contará com 380 participantes

Apenas 2 blocos irão participar do Carnaval 2015 em Santa Filomena (PI): o BOMBA, que em 2014 contou com cerca de 300 participantes, e o MI INTERNA NA KUARTA, que passou de 250 integrantes para 380 componentes, conforme anunciou seu presidente, Luiz Fernando.

“Serão 380 abadás, ao preço de 60 reais. E todos já estão vendidos”, garante Luiz Fernando, acrescentando que menores de 18 anos somente participarão do Bloco se tiverem autorização dos pais e/ou responsáveis. E faz um alerta: "Se algum folião do MI INTERNA NA KUARTA se envolver em briga, será logo eliminado. Não aceitamos confusão, pois Carnaval é só alegria”.

Confira a programação do MI INTERNA NA KUARTA, de 13 (sexta) a 17 de fevereiro (terça):


Imagem: Divulgação1(Imagem:Divulgação)Arte do abadá do Bloco MI INTERNA NA KUARTA, uma das grandes atrações do Carnaval 2015 em Santa Filomena (PI)

13/02 (Sexta) – Participação no II Zé Pereira de Santa Filomena, com seus 380 foliões; 14/02 (Sábado) – Concentração às 15h, com Open Bar, no Bar Por do Sol, do Gilson Pereira; 15/02 (Domingo) – Churrasco, à disposição dos 380 integrantes do Bloco, durante todo o dia; 16/02 (Segunda) – Concentração no Bar Por do Sol, com Open Bar, a partir das 15 horas;   17/02 (Terça) – Churrasco com Open Bar, a partir das 10h, ao som da Banda Pagode Virgem.

Além do Luiz Fernando Rodrigues, fundador e presidente do Bloco, também fazem parte da organização do MI INTERNA NA KUARTA os jovens Vinícius, Ênio, Dhemerson e Romildo.

Maiores informações sobre o Bloco MI INTERNA NA KUARTA poderão ser obtidas com Luiz Fernando, através do aplicativo WhatsApp, enviando mensagens para o (89) 9933-7590.


sábado, 24 de janeiro de 2015

Tutora diz que médica cubana tem só 12 dias para retornar a Santa Filomena

Imagem: Raoni Barbosa1(Imagem:Raoni Barbosa)Dorcas Costa:   "Sabemos da médica de Santa Filomena. Ela já tem uma previsão de retorno para os próximos 12 dias"

O Programa Mais Médicos irá ampliar seu atendimento para 31 municípios no Estado. A tutora dos cubanos no Piauí, Dorcas Lamounier Costa, afirmou ao Jornal do Piauí, da TV Cidade Verde, ancorado pelo jornalista Amadeu Campos, que as estatísticas comprovam que a implantação do serviço, que atualmente atende a 21 municípios, será benéfica para o Piauí, visto que estatísticas comprovam a diferença que faz a presença dos médicos nos municípios.

"A avaliação tem sido positiva. Os comentários são extremamente favoráveis ao programa. Imagine quem não tinha acesso a nenhum médico e agora tem um ou dois. A instituição do programa resultou em um número crescente de soluções dadas nos municípios", explicou.

Dorcas disse que o programa tem por maior objetivo a criação de um vínculo entre o médico e os pacientes, já que ele mora na comunidade e acrescenta que o programa é de "promoção da saúde" e não de "solução de problemas". "O foco é muito mais prevenir do que curar".


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)Tutora diz que médica Yudey Beltran teve um problema de saúde, mas retornará a Santa Filomena no início de fevereiro

A tutora informou também que um novo edital será aberto para que médicos brasileiros sejam encaminhados para os municípios. Porém, os que não forem supridos com os brasileiros serão oferecidos para médicos brasileiros com formação no exterior. "Em última instância serão oferecidos para os médicos estrangeiros e aos médicos da cooperação Brasil/Cuba".

Santa Filomena - Em resposta ao questionamento que fizemos através do aplicativo WhatsApp, enviado às 13h00 de ontem, sexta-feira (23), sobre uma médica cubana que estaria ausente do trabalho desde suas férias, a professora Dorcas Costa falou que já foi informada da ausência dela; ocorre que a médica Yudey Beltran Torres teve um pequeno problema de saúde, mas que ela está com sua volta prevista para o início de fevereiro.

"Nós sabemos da médica de Santa Filomena. Ela já tem uma previsão de retorno para os próximos 12 dias e se ela não voltar o Ministério da Saúde deverá decidir qual medida deve ser tomada", respondeu Dorcas Costa, tutora do Programa Mais Médicos no estado do Piauí.

Fonte: Rayldo Pereira/Portal Cidade Verde


BR-235/PI: Placa de advertência mal colocada pode induzir motorista ao erro

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)Placa de advertência está indicando que a rodovia BR-235 segue em sentido reto, com entroncamento oblíquo à direita

Viajando pela BR-235/PI (estrada Gilbués/Santa Filomena), à altura do quilômetro 67,5 - entre as Fazendas Jatobá e Novas, na Serra das Guaribas -, percebemos que algumas placas de advertência estão colocadas em local errado e podem levar motoristas a cometerem erros.

Após um trecho com retas/semi-retas, com mais de 8 quilômetros de extensão, onde os condutores de veículos desenvolvem altas velocidades, de repente surge uma curva à esquerda, exatamente no ponto em que a BR-235 toma a direção do Povoado Matas.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)
2(Imagem:1)
2(Imagem:1)E continua o erro na placa de orientação de destino; quase na curva, no final da pista, é que alerta entrada à esquerda

Só que, antes da placa de advertência curva à esquerda, que tem por finalidade alertar aos usuários da via as condições potencialmente perigosas, e que está fincada a poucos metros do final da reta pavimentada, o que aparece é a placa indicando uma suposta via lateral à direita (não existe essa via), quando deveria ser entroncamento oblíquo à esquerda.

Logo depois, está afixada uma placa diagramada de orientação de destino que, de forma equivocada, (des)orienta o motorista a seguir reto, caso o seu destino seja o Povoado Matas ou Santa Filomena, ou rumar para a direita, em direção à inexistente localidade “Paraguaio”.


Imagem: Reprodução1(Imagem:Reprodução)A primeira placa de advertência deve ser entroncamento oblíquo à esquerda, em vez de via lateral à direita! Ou não?

Na verdade, a BR-235/PI segue à esquerda, e não reto, como sugere a placa que adverte erroneamente aos condutores de veículos da existência de uma reta com via lateral à direita.

Ou seja; se o motorista dobrar à direita, desce o aterro e cai na caixa de empréstimo. E se ele seguir reto, provavelmente em alta velocidade, entrará na PI-254 (cascalhada e em desnível).

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)Se dobrar à esquerda, no km 67,5 da BR-235/PI, irá com destino a Santa Filomena; mas se seguir direto, cairá na PI-254

Gostaríamos de chamar a atenção da instituição responsável pela sinalização na BR-235/PI, a fim de que examine o fato enumerado pelo Portal GP1/Blog do José Bonifácio, de forma a garantir condições adequadas de segurança na circulação entre Gilbués e Santa Filomena.

Por fim, ressaltamos que, de acordo com o artigo 90 - § 1º do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a sinalização de trânsito é responsabilidade do órgão ou entidade com circunscrição sobre a rodovia, que responderá pela falta, insuficiência ou incorreta colocação dos sinais.


terça-feira, 20 de janeiro de 2015

BR-235/PI: Construtora deverá receber os R$ 15 milhões "retidos" até dia 30

Imagem: José Bonifácio/GP12(Imagem:José Bonifácio/GP1)BR-235/PI: Com liberação dos R$ 15 milhões retidos pela SETRANS, prevista para dia 30, obras deverão ser retomadas

Conforme divulgamos aqui no Portal GP1/Blog do José Bonifácio, a Setrans (Secretaria Estadual de Transportes) deve à Construtora Sucesso, do Grupo Claudino, cerca de R$ 15 milhões, referentes à 3ª (terceira) parcela das obras de implantação/pavimentação da rodovia BR-235/PI (trecho Gilbués/Santa Filomena), iniciada no dia 20 de janeiro de 2012, mediante o convênio assinado em 31/12/2007, no valor inicial de R$ 122.290.979,33 (cento e vinte e dois milhões, duzentos e noventa mil, novecentos e setenta e nove reais e trinta e três centavos).

O montante teria sido repassado pelo MT/DNIT, na qualidade de DELEGANTE, ao Governo do Piauí/SETRANS, como DELEGADO, ainda no exercício 2014, de acordo com o que estabelece a Cláusula Sexta do Convênio nº UTI-18-00004/2007-00, ajustado entre o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit) e a Secretaria Estadual de Transportes (Setrans).


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)

2(Imagem:1)

2(Imagem:1)

2(Imagem:1)Dos 11 quilômetros que faltam ser pavimentados, 09 estão com os serviços de terraplanagem praticamente concluídos

A BOA NOTÍCIA!
- Segundo as últimas informações, os R$ 15 milhões (Quinze Milhões de Reais) que a SETRANS/Governo do Piauí deve à Construtora Sucesso há meses já estão disponíveis e deverão ser depositados na conta da empreiteira até dia 30/01 (sexta-feira).

Quem recebeu o comunicado, emitido pelo Governo do Piauí/SETRANS (Secretaria Estadual de Transportes), foi o diretor da Construtora Sucesso, empresário João Marcelo Claudino.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)Os dois últimos "bueiros" da rodovia BR-235/PI (Brejo das Éguas e Brejo da Ovelha) já se acham em fase de conclusão

Somos muito gratos ao novo secretário Guilhermano Pires (Transportes) e ao governador Wellington Dias, que estiveram sensíveis à situação e, sem demora, resolveram o problema.

Com isso, as obras da estrada Gilbués/Santa Filomena serão retomadas nos próximos dias e, caso não ocorra mais nenhum obstáculo, estarão concluídas até 30 de junho de 2015. Vale lembrar que o serviço de pavimentação se acha na Campeira, a 11 km de Santa Filomena.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)KM 129: Localidade "Entre os Morros", onde a construtora só poderá trabalhar quando a Eletrobrás remover os postes

Desses, em 9 quilômetros os trabalhos de terraplanagem se acham praticamente concluídos, estando quase no ponto da imprimação (impermeabilização) da base do pavimento. E nunca foram trabalhados os 2 quilômetros restantes, do Auto Posto Pires até o Rio Parnaíba.

O motivo se deve ao simples fato da Eletrobrás Piauí nunca ter mudado de local as duas redes de alta tensão que passam pelo local, apesar dos insistentes apelos da Construtora.


domingo, 18 de janeiro de 2015

Empresa se mobiliza para concluir obras do Luz para Todos em Santa Filomena

Imagem: José Bonifácio/GP1Na Comunidade Santa Fé, segundo maior povoado de Santa Filomena, residências ainda são servidas com luz de motor diesel(Imagem:José Bonifácio/GP1)Na Comunidade Santa Fé, segundo maior povoado de Santa Filomena, casas ainda são ligadas à luz de motor a diesel

Recebemos informações, através de e-mail encaminhado pelo amigo e economiário Hermes Martins de Carvalho, filomenense que reside em Brasília (DF), de que a empresa Alternativa Construções Ltda. já está se mobilizando para concluir as obras "inacabadas" do Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso de Energia Elétrica (Luz para Todos), instituído pelo Decreto nº. 4.873, de 11.11.2003, no município de Santa Filomena, a sudoeste do Piauí.

Segundo o bancário Hermes Martins, o recadastramento e as reuniões com a comunidade de Santa Filomena se darão ainda no mês de janeiro de 2015. Ao mesmo tempo, ele solicita que façamos ampla divulgação junto à comunidade, acerca da realização desses eventos, por parte da empresa Alternativa, a fim de que todos os filomenenses sejam contemplados.



2(Imagem:1)
2(Imagem:1)
2(Imagem:1)Cópias dos e-mails encaminhados por Hermes Martins de Carvalho, com informações sobre o PLPT em Santa Filomena

O cadastramento no Luz para Todos é gratuito. E para o cadastro, é preciso apresentar um documento de identificação e o endereço da propriedade que receberá a ligação elétrica.

Do mesmo modo, Hermes lembra que “essa ação foi mais um auxilio do deputado federal Assis Carvalho (PT-PI) ao município de Santa Filomena e, lógico, resultado da ação enérgica que temos executado para solução desse problema no município de Santa Filomena”.


Imagem: José Bonifácio/GP1Em novembro de 2013(Imagem:José Bonifácio/GP1)Em novembro de 2013 estivemos (eu, Tony Santos e Hermes) com Assis Carvalho, que prometeu cobrar da Eletrobras

Agradecemos imensamente pela colaboração do amigo Hermes Martins de Carvalho.
Estaremos fazendo a divulgação, logo que a empresa Alternativa apareça na cidade.

AÇÃO CONJUNTA – Além dos esforços do Hermes Martins, sempre demandando junto à Eletrobrás Piauí e ao deputado Assis Carvalho, vale informar que o prefeito Esdras Avelino Filho (PTB) está agendando audiência com o governador Wellington Dias, para tratar sobre a liberação dos R$ 15 milhões que a Setrans/Governo do Piauí deve à Construtora Sucesso, que só retomará as obras da BR-235/PI (Gilubés/Santa Filomena) após o devido pagamento.

 
Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)Reunião na Eletrobrás, em 16/12/2013; lá estavam o prefeito Esdras Avelino, vereadores e o então sen. Wellington Dias
 
Também está sendo proposto um encontro com o diretor-presidente da Eletrobras Distribuição Piauí, o engenheiro eletricista Marcelino da Cunha Machado Neto, exatamente para solicitar a ampliação da rede de baixa tensão na zona urbana, eliminado as “gambiarras”, e cobrar a retomada das obras do Programa Luz para Todos no município de Santa Filomena.

Junto com o prefeito Esdras Avelino Filho (PTB), deverão estar presentes nas mencionadas reuniões: o deputado estadual Fernando Monteiro (PTB), o deputado federal Átila Lira (PSB), o vice-prefeito Adauton Barbosa de Queiroz (PSB) e todos os vereadores de Santa Filomena.


sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

BR-235/PI: Construtora só retomará obra se receber os R$ 15 milhões em atraso

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)ISSO É LAMENTÁVEL!   Pavimentação da BR-235/PI parou a 11 km da cidade de Santa Filomena, por falta de pagamento

Restando somente 11 quilômetros para ser concluída, a BR-235/PI B (trecho Gilbués/Santa Filomena) poderá ser paralisada por falta de pagamento. Segundo informações colhidas pelo Portal GP1/Blog do José Bonifácio, desde agosto de 2014 que a Construtora Sucesso não recebe repasses oriundos do DINIT, via Setrans (Secretaria Estadual de Transportes).

De acordo com alguns relatos, de fontes fidedignas, o débito não tem nada a ver com o Governo Federal, que repassou cerca de R$ 15 milhões à Setrans/Governo do Estado do Piauí), conforme estabelece o Convênio nº UTI-18-00004/2007-00, entre o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) e a Secretaria Estadual de Transportes (Setrans).


Imagem: José Bonifácio/GP12(Imagem:José Bonifácio/GP1)VAMOS REAGIR, SIM - O povo de Santa Filomena, que durante décadas sonhou com a estrada, não merece mais essa!

O problema parece ser fácil de resolver, pois que - até onde se sabe - falta apenas a Setrans, através do seu novo secretário, Guilhermano Pires, autorizar o repasse do valor reclamado.

Algo como se estivesse faltando alguém para assinar a liberação da parcela. Inacreditável!

É inaceitável, portanto, que isso tudo esteja ocorrendo. O povo de Santa Filomena, que durante décadas sonhou com a estrada Gilbués/Santa Filomena, não merece mais essa.


Imagem: José Bonifácio/GP13(Imagem:José Bonifácio/GP1)O serviço de terraplanagem chegou até o km 128... Ou seja; está a apenas 2 quilômetros da cidade de Santa Filomena!!!

Em reação ao episódio, o prefeito Esdras Avelino Filho (PTB), juntamente com o vice-prefeito Adauton Barbosa de Queiroz (PSB) e todos os vereadores de Santa Filomena, irão agendar audiência com o secretário Guilhermano Pires e com o próprio governador Wellington Dias.

Não é possível que a nossa esperada BR-235, obra do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), de vital importância para o Piauí, encampada pelo então senador Wellington Dias, que desencadeou o processo de federalização, seja paralisada por um motivo tão banal.

Imagem: José Bonifácio/GP14(Imagem:José Bonifácio/GP1)Apesar da Sucesso estar sem receber dinheiro desde Agosto, alguns operários e máquinas continuam lá, trabalhando

Iniciada - oficialmente - no dia 20 de janeiro de 2012, o valor do convênio, assinado em 31 de dezembro de 2007, é de R$ 122.290.979,33 (cento e vinte e dois milhões, duzentos e noventa mil, novecentos e setenta e nove reais e trinta e três centavos), sendo o Dnit, na qualidade de “DELEGANTE”, responsável pela concessão e/ou repasse dos recursos à Setrans (Governo do Piauí) como “DELEGADO”, a quem cabe promover a desapropriação de bens em áreas atingidas pelos trabalhos objeto do convênio, necessárias à faixa de domínio da rodovia.

A pavimentação chegou ao km 119 (localidade Campeira), estando a 11 quilômetros da zona urbana de Santa Filomena. Mesmo com poucos homens e máquinas trabalhando, em função do não pagamento pelo Governo do Estado/Setrans (Secretaria Estadual de Transportes), o serviço de terraplanagem atingiu o km 128 (Auto Posto Pires), na confluência com a PI-254.


Imagem: José Bonifácio/GP15(Imagem:José Bonifácio/GP1)A ladeira das Novas, a 58 km da BR-135 e a 72 km de Santa Filomena, sofre processo erosivo antes da pavimentação

Já a ladeira das Novas, que começou a sofrer processo erosivo, se inicia no quilômetro 58 e tem 2.400 metros de extensão, está muito próximo de ter suas 03 (três) pistas pavimentadas.

Por outro lado, embora a BR-235/PI (Gilbués/Santa Filomena) esteja quase concluída, até o momento nenhum bem desapropriado foi indenizado. E cabe à SETRANS (Governo do Estado do Piauí), como “DELEGADO”, dar impulso às desapropriações de bens atingidos pela estrada Gilbués/Santa Filomena. É mais um assunto a ser tratado com o governador Wellington Dias.

Há denúncias, ainda, de que na cerca de proteção da rodovia vem sendo empregada madeira de má qualidade, que terá pouca durabilidade. Não sabemos de quem é a responsabilidade, mas achamos que o fato deveria (e deve) ser investigado pelo Ministério Público Federal.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

BR-235/PI: Animais na pista ameaçam a vida de motoristas e passageiros

Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)As colisões com cavalos são as mais perigosas, pois além de atingirem todo o pára-brisa, podem entrar no automóvel

Quem viaja pelos 130 quilômetros da BR-235/PI (estrada Gilbués/Santa Filomena), a qualquer hora do dia ou da noite, com chuva ou com sol, de domingo a sábado, já começa a conviver com um problema que consideramos grave: a presença constante de animais na pista.

Em diversos trechos da estrada, usuários da BR-235/PI enfrentam essa triste realidade, que pode provocar acidentes e gerar, desde prejuízos financeiros, até perdas de vidas humanas.

A presença de eqüinos, bovinos, muares e asininos é comum em todo o trecho, principalmente do quilômetro 92 (Povoado Matas) ao Riacho Certeza, a 18 quilômetros de Santa Filomena.


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)
2(Imagem:1)
2(Imagem:1)
2(Imagem:1)Os animais costumam ficar em pontos perigosos da BR, como na curva do Riacho do Couro, onde bovinos até dormem

O problema é mais grave porque os semoventes costumam ficar em pontos perigosos da estrada Gilbués/Santa Filomena, como na curva do Riacho do Couro – onde, inclusive, eles dormem – e próximos da ponte sobre o Rio Taquara, em locais de ultrapassagem proibida.

Na última segunda-feira (05/01), em uma viagem que fizemos a Gilbués, nos deparamos com cavalos, vacas e jumentos, parados na pista ou pastando ao lado dos acostamentos, às vezes em meio às curvas mais perigosas da rodovia, como na do Couro, depois da Fazenda Marcos.

Foram onze locais em que encontramos animais na pista da estrada Gilbués/Santa Filomena, da Vereda Comprida (a menos de 20 km da BR-135/PI) ao Riacho da Certeza. QUE PERIGO!


Imagem: José Bonifácio/GP11(Imagem:José Bonifácio/GP1)

2(Imagem:1)

2(Imagem:1)

2(Imagem:1)

2(Imagem:1)

2(Imagem:1)SERÁ MESMO? Para a maioria dos criadores, é melhor ficar com o prejuízo do animal do que pagar os danos no veículo

CRIME
– Nunca é demais avisar e/ou lembrar aos proprietários desses animais que deixá-los soltos na pista, além de ser um ato irresponsável, também é crime previsto no CTB (Código de Trânsito Brasileiro). O dono é responsabilizado pelos prejuízos causados ao veículo; só que raramente alguém paga, pois nunca aparece para resolver. Para a maioria dos criadores, é melhor arcar com o prejuízo do animal morto do que ter que pagar os danos no automóvel.
 

Mas a obrigação de manter o animal fora das rodovias é do seu proprietário, sendo esse quem irá responder civil e criminalmente, caso ele venha a provocar acidentes nas pistas.

Imagem: Sandra Regina Lopes1(Imagem:Carlos Biah)

2(Imagem:1)Não guardar, com a devida cautela, animal que oferece perigo, é crime e pode resultar em prisão de 10 dias a 2 meses

PRISÃO E MULTA
- A responsabilidade do dono do animal solto na pista das rodovias federais, como na BR-235, é indiscutível para a Polícia Rodoviária Federal. Quando identificado o proprietário, é encaminhado à Delegacia e passa a responder inquérito.

De acordo com o artigo 31 da LCP (Lei das Contravenções Penais) - Decreto Lei 3.688, de 3 de outubro de 1941, que trata sobre “Deixar em liberdade, confiar à guarda de pessoa inexperiente, ou não guardar com a devida cautela animal perigoso”, pena prevista para esses casos variam de 10 dias a 2 meses de prisão, mais o pagamento de multa.

Sanções penais também podem aumentar caso o acidente, além de danos materiais, deixe vitimas com lesões ou até seja fatal. Aí, o dono do animal pode responder ainda por lesão corporal culposa ou mesmo homicídio culposo, crime previsto no Código Penal Brasileiro.